Páginas

21 de fevereiro de 2016

"um dia, a vida prova-te que o mais difícil não é começar ou acabar, o mais difícil é continuar. mostra-te que o mais difícil não é falhar, errar, chorar, querer e não crer, cair e, sozinha, no chão, não te conseguires levantar. o mais difícil é parar. dar-te tempo para respirar. abrir os olhos e reparar. em ti. acreditar mais, e abrir espaço para ser quem és, como és.
o mais difícil é gravar na pele e no coração que tens sempre duas opções: ou ganhas coragem, e vida, e vontade, e destróis os teus medos, um por um, ou perdes-te de ti e do mundo, e deixas que os teus medos te destruam.
porque a verdade é que o mais difícil é mesmo muito difícil. mas tal como chega, dói e cansa, um dia melhora, alivia, sara. e quando páras, olhas e respiras fundo, já passou.

Sem comentários:

Enviar um comentário